INAUGURAÇÃO DAS ESCOLAS: C.E.I. PROFª MARIA IÊDA MACÊDO E E.E.F. PROFª SABINA GOMES DE SOUSA

Educação - Data: 18 de novembro de 2021


Na noite da última quarta-feira 17, a Prefeitura de Brejo Santo através da Secretaria de Educação Básica realizou a inauguração da Escola Professora Sabina Gomes também a inauguração do Centro de Educação Infantil Professora Maria Iêda Macêdo.

O evento contou com a presença da Prefeita Gislaine Landim, do Vice Prefeito Bosco Sampaio, do Dep. Estadual Guilherme Landim, do Coordenado da CREDE-20, o Professor Roberto Araújo, dos Vereadores e Secretários municipais, além das Diretoras, Professores e alunos e familiares das professoras homenageadas, Maria Iêda e Professora Sabina Gomes.

Na ocasião, a Prefeita Gislaine Landim destacou a importância das escolas que juntas educam mais de 1000 alunos.

A PROFESSORA SABINA GOMES DE SOUSA, nasceu no dia 1º de agosto de 1912, em Brejo Santo-CE, sendo a primeira filha do casal Manoel Joaquim de Sousa e Antônia Gomes de Sousa.

Iniciou o ensino fundamental na Escola Primária Estadual da Professora Lili Grangeiro e concluiu no Colégio Nossa Senhora da Conceição, do Professor Lindolfo Ramalho.

Formou-se professora aos vinte anos de idade e foi contratada para lecionar na Vila São Sebastião. Em 1936 foi contratada como professora efetiva da Rede Estadual de Ensino para lecionar na cidade de Brejo Santo. Exerceu a docência até aposentar-se, em 1966.

Casou-se com Antônio Manoel da Silva, gerando uma prole de onze filhos.

Em 1992 seus filhos, netas e noras fundaram um centro educacional particular com seu nome, o qual prestou relevantes serviços, por quase três décadas, ao formar crianças e jovens de Brejo Santo e região.

No ano de 2021 a Prefeita Gislaine Landim homenageou a inesquecível professora ao criar a Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Sabina Gomes de Sousa.

BIOGRAFIA PROFESSORA MARIA IÊDA MACÊDO

A PROFESSORA MARIA IÊDA MACÊDO, a terceira de nove irmãos, nasceu no sítio Santa Tereza, município de Missão Velha aos 19 de maio de 1941. Iniciou seus estudos na referida cidade na Escola Pedro Rocha. Desde criança, seguindo o exemplo da família, Iêda demonstrava muito interesse pelas atividades religiosas, foi cruzadinha aos seis anos de idade, quando adolescente se consagrou Filha de Maria e participou da Ordem Terceira.

Com a mudança de seus pais – Luís Macedo Costa e Maria Cruz Macedo – Para a fazenda Serra da Cana Brava, Iêda passou a estudar na cidade de Mauriti, município onde morava, concluindo o curso primário. Dedicada, continuou seus estudos em Brejo Santo onde cursou o Ginásio e o Normal Pedagógico no Colégio Padre Abath, fundado pelo seu tio paterno, professor Júlio Macêdo Costa, com quem viria a se casar em janeiro de 1960, após autorização da Diocese do Crato. Em meados da mesma década, prestou vestibular na Faculdade de Filosofia do Crato, graduando-se em Letras, com exercício docente em Língua Estrangeira.

Percebendo a necessidade de estágio para melhor formação das alunas do curso Normal do Colégio Padre Abaht,

Iêda apresenta para suas colegas de trabalho e amigas o projeto que idealizara: A fundação de uma escola de Educação Infantil. Assim atenderia a necessidade das professorandas e das crianças, que antes entravam tardiamente na escola. Com aprovação e apoio daquelas mães por unanimidade, Iêda funda em 1966 o primeiro Jardim de Infância da cidade: O Instituto João XXIII, na época, uma escola sem fins lucrativos, mantida por uma taxa simbólica paga pelas famílias dos estudantes. Para maior comodidade das famílias e garantia da assiduidade das crianças, comprou uma rural para ela própria transportar os pequenos de casa para Escola e da Escola para casa. Costumava dizer que na sua profissão era com as crianças que se realizava.

Compreendendo a importância de aperfeiçoar seus conhecimentos pedagógicos, graduou-se na mesma faculdade também em Pedagogia, com especialização docente em Administração, Supervisão e Orientação Escolar; além de cursos de aperfeiçoamento realizados em Recife e Fortaleza. Entusiasta da educação, Iêda, juntamente com seu esposo, Professor Macêdo, como era conhecido, se dedicava com afinco à Educação. Foi professora pública estadual; exerceu o cargo de Diretora adjunta do Colégio Padre Abaht e depois do Colégio Balbina Viana Arrais. Na década de 70 foi Coordenadora do MOBRAL – Movimento Brasileiro de Alfabetização, formando professores através da Fundação Padre Ibiapina.  No ano de 1978, recebeu da Câmara Municipal o título de Cidadã Brejo-Santense, e em 2005 foi outorgada pela Secretaria de Educação do Município, com a Comenda Mérito Educacional, pelos serviços prestados à Educação do Município de Brejo Santo.

Além de se destacar como educadora, Iêda tinha muitas habilidades: era eximia confeiteira, artesã e artista plástica, realizando belas pinturas em tela. Dona de uma capacidade indiscutível de liderança, estava sempre a frente nas decisões da família; com muita serenidade e bom senso, tinha sempre uma palavra amiga, um conselho, uma solução para os problemas mais difíceis.

Na década de 80, muda-se com sua família para o Sítio Novo Rancho, a 10km de Brejo Santo, dedicando-se a atividades religiosas como Coordenação da capela daquela comunidade, catequese infantil e Ministério da Eucaristia.  Após aposentar-se na década de 90, Iêda passa a dedicar-se aos afazeres domésticos. Sua casa era espaço de recepção de amigos e familiares, dos quais vivia rodeada.

Faleceu no dia 11 de julho do ano de 2009, no município de Brejo Santo em decorrência de um acidente de trânsito, aos 68 anos de idade. Deixou dois filhos: Alexis Carrel Macedo, casado com Iana Isis Tavares Nicodemos, pais de Júlio Macedo Costa neto e Yuri Nicodemos Feitosa; e Gema Galgani Macedo Cavalcante, casada com Alexandre Cavalcante, pais de André Macedo Cavalcante e Maria Júlia Macedo Cavalcante.

Confira as imagens da inauguração:

Brejo Santo

Cidade de Todos

Educação para Todos.